Tendências

Os brises para a proteção solar

brisesTambém conhecido como quebra-sol, os brises nada mais são do que elementos compostos de aletas, fixas ou móveis, que fazem sombreamento nas fachadas. O termo veio do francês brise-soleil, que em tradução livre é “quebra-sol”.

Apesar da simplicidade da tradução do termo, os brises são uma ótima solução para quem quer conforto térmico, ou seja, uma casa mais fresca durante o verão mas que também pode captar o calor do Sol durante o inverno.

Vamos falar um pouco mais sobre este elemento e como ele pode ser aplicado em projetos residenciais e comerciais, como uma alternativa elegante para a eficiência térmica.

Brises aliam estética e eficiência

Os brises são bastante utilizados em construções que necessitam tanto da iluminação natural quanto amenizar a incidência solar. Assim, favorecem a distribuição da luz natural no ambiente e ajudam diminuir a temperatura interna. Podem ser aplicados em casas – varandas, entradas, janelas e outras áreas externas ou até internas – ou fachadas de edifícios, colégios, universidades, shopping centers, hospitais, centros comerciais e muitos outros.

Esse dispositivo pode ser fixo, móvel ou mesmo eletrônico, orientado por computador, que abrem ou fecham conforme a incidência solar. Também possuem diversos formatos e podem ser feitos dos mais variados tipos de material.

Formato: em colmeia; muxarabis – de origem árabe, os mais comuns são os quadriculados feitos de madeira ou ferro; inclinados; cobogós – blocos vazados decorativos, normalmente feitos de concreto ou de cerâmica; perfurados.

Material: madeira; alumínio; ferro; plástico; concreto; cerâmica; vidro; bambu.

Os brises móveis e os automatizados são considerados mais eficazes, pois possuem mobilidade nas aletas.

Quanto à orientação, os brises podem ser verticais ou horizontais, dependendo da posição solar  da fachada. Deve-se ter ainda mais atenção à orientação quando a aplicação for de um brise fixo.

Ainda é necessário analisar o posicionamento das lâminas e seu espaçamento, que são definidos pelo ângulo de incidência dos raios solares e pela quantidade de luz que se deseja barrar. A angulação é determinada de acordo com o percurso do Sol durante o dia e a variação depende da latitude. Somente estudando o terreno é possível determinar o ângulo e o espaçamento entre lâminas corretos.

Onde usar: dentro ou fora

Outra dúvida freqüente é se o brise deve ficar do lado de dentro ou de fora da fachada. Há prós e contras para ambas as opções. Ficando para dentro da janela, os elementos de proteção tendem a se conservar por mais tempo e sua limpeza é mais simples. Mas como a função primordial desses elementos é proteger a edificação do calor, o ideal é que eles sejam colocados por fora das janelas para que barrem o calor antes dele entrar. Ou seja, brises externos são muito mais eficientes.

brises
Residência Cancellier

Porém, os brises também funcionam muito bem dentro de casa, para diminuir a incidência solar em um determinado ambiente, sem perder a iluminação natural ou mais privacidade para seus usuários. Nesse caso, o mais indicado são os brises móveis que permitem, conforme a necessidade e a conveniência, que sejam reguladas para aumentar ou diminuir a insolação.

Como vimos, os brises são um recurso para aumentar a eficiência energética e que ainda permite tirar partido estético, unindo tecnologia e sustentabilidade. No entanto, é preciso estudo e a análise de um profissional especializado, como o arquiteto, para escolher o brise mais adequado, aliando aparência, eficiência, custo e durabilidade. Desde que bem utilizados, esses elementos ajudarão a sombrear a edificação deixando a temperatura muito mais amena, economizando energia e trazendo conforto.

Quer saber mais sobre brises e outros elementos construtivos para projetos residenciais e comerciais? Deixe um comentário ou entre em contato com a Recta Quatro.

1 thought on “Os brises para a proteção solar

Comments are closed.