Por que um arquiteto?

Diferenças entre arquiteto e engenheiro

Ideia de projeto para a Residência MM.

Neste post, vamos explorar um pouco uma certa… polêmica.

São grandes as semelhanças entre as profissões de arquiteto e engenheiro que podem causar confusão na hora de saber qual é qual.

No entanto, a diferença pode ser entendida por uma atuação conjunta no trabalho da construção de casas, prédios e obras públicas.

Onde, basicamente, o arquiteto é quem cria a futura obra. E, cabe ao engenheiro dimensionar e especificar as partes complementares, como estrutura – para a edificação se manter de pé; e instalações elétrica e hidrossanitária.

Quer entender mais sobre essas diferenças?

Continue a leitura. 

Vamos lá!

Qual a principal diferença entre arquiteto e engenheiro?

O arquiteto é quem transforma um anseio, um desejo, um sonho, em realidade física. O engenheiro implanta esse projeto, com o pensamento nas partes elétricas, hidráulicas e estruturais.

“Esqueleto” (estrutura) da Residência R, em Urubici – SC.

Sempre analisando as condições do solo, definindo o tipo de fundação, e claro, realizando os cálculos necessários para dimensionar, com exatidão, vigas, lajes e pilares, no caso da estrutura, bem como, tubulações, cabeamentos e inclinações, no caso das instalações.

Enquanto que o arquiteto planeja e organiza a utilização do espaço, projetando o tamanho de cada ambiente, local indicado para portas e janelas e onde será posicionada a iluminação e a própria locação de pilares para que não interfiram nos ambientes criados.

Contudo, a engenharia lida mais com os cálculos, metodologias ágeis e projetos de sistemas.

Até mesmo objetos de infraestrutura, como rodovias, pontes e viadutos, seguem essa lógica.

 

Importância do arquiteto e engenheiro em uma obra

A presença desses profissionais na elaboração e construção de um projeto é fundamental para garantir total qualidade e segurança da obra. 

O arquiteto e o engenheiro, vão projetar e supervisionar todo o processo, contribuindo com formações técnicas e expertise para o sucesso.

Apartamento FB: arquitetura de interiores para Estar / Jantar.

Cabe ao arquiteto também coordenar essa cooperação multidisciplinar. São diversos profissionais envolvidos em projetos e obras. E somente com o olhar de quem gerou essa intervenção é possível manter a fidelidade do processo. Isso considerando sempre a funcionalidade dos espaços internos e externos, envolvendo ainda paisagismo, urbanismo e arquitetura, unindo estética, beleza, sustentabilidade e meio ambiente, com as questões físico-financeiras e o tempo de intervenção.

Os dois profissionais ainda são responsáveis pela projeção da obra, estudo do terreno, testes e análises que irão definir os materiais e métodos de construção adequados, bem como, as etapas de obra e a garantia de sua qualidade. Sem esquecer que é o arquiteto quem supervisiona e comanda toda a obra, apesar do engenheiro civil também possuir essa atribuição.

Como conciliar os profissionais nas construções

O trabalho é conjunto.

Não existe a necessidade de escolher entre um arquiteto ou um engenheiro. Você deve ter os dois profissionais envolvidos na construção para somar as habilidades necessárias e fundamentais em prol da sua obra. 

Os profissionais atuam juntos, de acordo com suas atribuições, aumentando as chances da construção ser o mais qualificada possível.

Tanto um quanto o outro podem ser responsáveis pelo gerenciamento da obra, e ambos precisam acompanhá-la, evitando gastos desnecessários e erros durante o processo.

Com uma equipe completa e a união entre esses profissionais fica mais fácil alcançar o projeto dos seus sonhos.

O que faz um arquiteto?

Arquiteto iniciando o processo de criação de um projeto.

O arquiteto é um profissional que tem por responsabilidade planejar e acompanhar a execução de toda edificação desde os seus projetos.

Seja para espaços de lazer, moradia, transporte, trabalho e quaisquer finalidades que criemos aos espaços considerados de convivência humana.

Com o uso de soluções criativas, estéticas, históricas, culturais, funcionais e com impactos urbanos e ambientais conscientes.

O arquiteto consegue projetar todas as construções ou reformas necessárias à existência humana.

Verificando as condições do local, limites financeiros e o espaço para a adequação do que deseja ser feito desde antes do momento da sua efetiva contratação.

Perfil profissional de um arquiteto

Para ser um bom arquiteto, é necessário compreender as necessidades humanas e suas dimensões históricas, artísticas e culturais.

Propondo soluções adequadas e comprometidas com o interesse de todos. 

Define-se como perfil profissional de um arquiteto as seguintes características:

  • Generalista;
  • Reflexivo;
  • Visão interdisciplinar;
  • Conhecimentos atualizados;
  • Autonomia intelectual
  • Cpacidade de se expressar de forma analitica e sintética;
  • Postura ética;
  • Habilidades e conhecimentos tecnológicos;
  • Ótimo em trabalhar em equipe;
  • Respeitar as especificidades culturais;
  • Capacidade de engajamento.

O que faz um engenheiro?

Escada projetada por um arquiteto e estruturada por um engenheiro.

Um engenheiro dimensiona, gerencia, executa e fiscaliza obras, que podem envolver casas, edifícios, pontes, viadutos, estradas, barragens, túneis, aeroportos e portos, cooperando com o trabalho do arquiteto.

Para isso, existe uma análise de dados, compatibilização de projetos, identificação de inconsistências, potenciais impactos ambientais e ainda solidez e responsabilidade sobre as obras.

Cabe, também, a esse profissional tornar o projeto viável, atuando com arquitetos, e demonstrando sua capacidade de busca por soluções para que nada dê errado.

E para que a obra seja concluída com máxima segurança e em um tempo de execução aceitável.

 

Com tanta informação, fica fácil entender que uma profissão completa a outra. 

Criação do projeto pelo arquiteto.

Assim, o arquiteto é quem cria a edificação, enquanto o engenheiro se volta para o processo das necessidades complementares, como estrutura e instalações.

Ademais, considere ter esses profissionais na sua obra, assim, as chances de dar certo e não faltar nada aumentam. 

Que tal conhecer 6 tendências de arquitetura e design de interiores para 2022? 

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ou entre em contato pelos nossos telefones e redes sociais: Facebook e Instagram.

Sobre a autora: Paula Moraes, estudante de Marketing Digital e SEO. 

Compartilhe com seus contatos!